A Techné em Cena

Nesse último final de semana participei de um incrível workshop de roteiro, ministrado pelo Ricardo Tiezzi. Ele é escritor e professor; escreveu várias séries e filmes vencedores. Tiezzi trabalhou como roteirista para canais como TV Globo, Band / Nickelodeon, FOX, GNT, entre outras.

1a4e652
Ricardo Tiezzi

Foi um ótimo aprendizado, mas entre tudo do que ele nos ensinou, quero destacar aqui algo imprescindível para o ofício da escrita, a Techné.

Techné é um termo da filosofia que se assemelha a episteme na implicação do conhecimento dos princípios, embora techné se diferencie, uma vez que a sua intenção é o fazer em oposição ao entendimento imparcial.

Simplificando o termo, podemos dizer que a techné é o fazer não fazendo; é ser o Criador do seu mundo e não se fazer presente nele; ou melhor, não ser visto pelas pessoas “comuns”, no nosso caso, pelo expectador; o Criador só consegue ser visto pelos sensitivos, por aqueles que decifram e acham o código do Criador nos detalhes de sua obra.

A techné pode ser percebida nas imagens que falam ou até mesmo nos diálogos que falam querendo dizer outra coisa; uma afirmação sutil daquilo que o roteirista quer que o receptor entenda.

Para que tudo fique mais claro, o ideal é que eu mostre a techné no mesmo modo que o professor Tiezzi nos mostrou: através da análise. Vou falar um pouco sobre dois filmes que foram analisados no workshop. Vamos começar pelo O Advogado do Diabo.

O filme começa, e em poucos segundos já sabemos quem é o nosso protagonista: um cara sentado ao lado de Kevin Lomax olha para baixo, e o que ele vê? Lomax de pernas cruzadas; ele bate o pé, possivelmente impaciente, mas o que ele calça? Um sapato tão chique que nem eu sei o nome dele. Viu? Isso não é típico para um homem, para a maioria dos homens sapato é sapato, mas para Lomax é diferente; ele é extremamente vaidoso. Pegamos! Aqui está; nosso protagonista é um oceano de vaidade.

Eu disse acima que Lomax está impaciente, sim, ele está, mas há algo a mais nessa impaciência se você é capaz de traduzir direito a techné – há certeza; ele está absolutamente certo de que seu cliente é inocente.

É aqui que surge a primeira ruptura, o conflito: o depoimento da garota revela os abusos sexuais do cliente de Lomax com mais detalhes. Lomax percebe que seu cliente está excitado com a descrição da garota, o cliente massageia a mesa, como se fosse o órgão sexual feminino.

O mundo de Lomax cai por terra; ele está defendendo um verme. Aqui vemos o externo e o interno de Lomax se esbofetearem (vou falar sobre isso em outro artigo). O Lomax externo quer ser um grande advogado, o cara que nunca perde uma, a pessoa vaidosa. O interno de Lomax diz para ele que defender crápulas não é certo – nós odiamos fazer isso, mas o externo responde: odiamos fazer isso, só que gostamos do resultado disso – Status e dinheiro!

Isso é um coração em conflito; é a techné; em outras palavras, dizer com imagens aquilo que não está sendo dito. Mas podemos ver exemplos assim com diálogos também. No filme Unforgiven, Clint Eastwood é William Munny, um homem em busca de perdão, o qual sofre pela perda de sua esposa e pelo seu passado negro.

unforgiven-005

Você deve considerar todos os personagens como constelações que iluminam o seu protagonista, e é o que acontece aqui. Veja isso.

script

Você lembra que eu disse que William Munny sofre pela morte da esposa, certo? As palavras de Ned entram em profundo contato com o interior de William. Na tradução clara da techné, Ned disse: “eu tenho esposa, você não”. Depois disso, William sente-se mal, é óbvio.

Você é o Criador do seu mundo e a regra do jogo é estar presente sem ser visto; isso é techné!

Roteiro de O Advogado do Diabo: (http://www.dailyscript.com/scripts/devils_advocate.pdf)

Roteiro de Unforgiven aqui: (http://www.screenplaydb.com/film/scripts/unforgiven.pdf)

Se você gostou, não esqueça de seguir minha página, é só clicar no botão azul “Follow”, no canto direito da página.

Advertisements

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s